SUEZ Water - Água e tecnologias de água

Usina de processamento de carnes aumenta a eficiência, reduz H2S e cumpre com o controle de odor ProSweet 

Processamento de carnes

Desafio

Uma grande usina de processamento de carne suína no Meio-Oeste usa dois lavadores de ar em série para remover gases quentes do fogão e do hidrolizador de pelos. Quando os gases quentes da sua operação são emitidos, eles são sugados para um venturi separador ciclone, no qual água de poço é borrifada no fluxo de gases quentes para resfriar e separar os sólidos do fluxo. Os odores gerados na operação de cozimento e vindos da água de poço vazam para o ar, resultando em reclamações relacionadas ao odor, feitas pela comunidade vizinha. Foram realizadas reuniões para ouvir as reclamações da comunidade, e a usina precisava de uma solução em funcionamento em uma semana.

Os gases quentes que escapavam dos purificadores continham sulfeto de hidrogênio (H2S). Originalmente, a usina usava um programa de cloro e soda cáustica para tratar a água de recirculação no purificador. O pH da água de recirculação foi aumentado para 10 para evitar que os gases circulem. Cloro foi usado para oxidar os odores orgânicos e inorgânicos.

Esse programa fez com que o cálcio na área de recirculação se depositasse no preenchimento de plástico, o que resultou em canalização da água de recirculação nos purificadores. Essa canalização limitou o contato de água e gás e permitiu que os odores escapassem. Além disso, a um pH superior a 10, o cloro perdeu sua efetividade. O baixo nível de cloro e a canalização de água geraram incrustação microbiológica.

Solução

A SUEZ deu início a um programa de limpeza de depósitos e bioincrustação no purificador, consistindo em cloro gasoso, e a um programa de brometo de sódio controlado com um medidor de ORP. Esse programa foi intensificado com um biopenetrante/biosurfactante (produto da série DeposiTrol* SF) para ajudar os oxidantes na remoção de bioincrustações. A deposição de carbonato de cálcio foi interrompida por um programa inibidor especial (produto da série DeposiTrol), que removeu os depósitos e inibiu a formação de depósitos. Cloro foi enviado à bacia do purificador, levando à queda de pH e tornando o carbonato de cálcio menos problemático.

Para livrar de odores o sistema, foi feita uma análise completa dos dutos do purificador e das áreas de processamento. Um produto da série ProSweet OC foi especificado para alimentar o venturi do purificador. Os níveis de H2S diminuíram de altas de 25 ppm (mg/L) para baixas de 0-3 ppm (mg/L) no ar dos purificadores. Depois da diminuição do odor de H2S, um odor de sulfeto não hidrogênio se tornou presente. Para esse tipo de odor, outro produto da série ProSweet OC, um neutralizador de odores, foi usado.

Resultado

A redução dos odores acabou com as reclamações da comunidade vizinha. Além disso, os purificadores limpos resultaram em melhor purificação de água e gás. À medida que os níveis de sulfeto diminuíram, odores desagradáveis foram neutralizados e as incrustações, eliminadas. Testagem regular e ajuste dos pontos de alimentação ajudaram a manter os bons resultados continuados do programa de controle de odores.