SUEZ Water - Água e tecnologias de água

Analisadores de COT Sievers M5310

Otimiza o tratamento e atende aos padrões de qualidade de efluentes

Os analisadores de Carbono Orgânico Total (COT) Sievers M5310 foram criados para a indústria de água potável e para monitorar a qualidade ambiental da água. Oferecendo uma faixa de operação de 4 ppb a 50 ppm, esses analisadores foram criados para dar suporte à conformidade do subproduto de desinfecção. Sievers M5310 C usa oxidação de persulfato UV com detecção de condutividade de membrana, tornando-o compatível com SM 5310 C e US EPA 415.3. Alcance as metas regulatórias e otimize os processos de tratamento com os analisadores de COT Sievers M5310 C.

O que é carbono orgânico total em água potável?

O carbono orgânico total (COT) em água potável é formado da decomposição de matéria orgânica de ocorrência natural (NOM) ou de químicos orgânicos feitos pelo ser humano. O COT é um parâmetro importante de qualidade de água para estações de água potável devido à sua associação a subprodutos de desinfecção (DBPs). O COT sozinho não é prejudicial, no entanto, ao reagir com um desinfetante, pode gerar subprodutos prejudiciais. Regulamentos como a Lei de Água Potável Segura da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos buscam equilibrar os riscos apresentados por patógenos microbrianos e subprodutos derivados do desinfetante usado para destruir esses micróbios. DBPs, como ácidos haloacéticos (HAAS), continuam a se formar conforme a água passa pelo sistema de distribuição da estação e o tempo de contato aumenta. Trialometanos (THMs), outra classe de DBPs que inclui clorofórmio, são formados da interação de COT, brometo de ocorrência natural e cloro.

Saiba mais sobre os analisadores de COT Sievers série M

Tecnologia condutométrica de membranas Siever

A tecnologia condutométrica de membranas Sievers usa uma membrana permeável a gás para passar seletivamente somente CO2 produzido da oxidação de orgânicos. Isso evita que ácidos, bases e compostos halogenados interfiram na medição de condutividade da oxidação, evitando leituras de COT falso alto ou baixo.